Estrutura Organizacional

              Estrutura Organizacional é a forma como as empresas se articulam para desenvolver as suas atividades. não existe uma estrutura organizacional acabada e nem perfeita, existe uma estrutura organizacional que se adapte adequadamente às mudanças.
              A estrutura depende das circunstâncias de cada organização em determinado momento". Existem variáveis que contribuem para isso: a sua estratégia, o meio ambiente em que opera, a tecnologia de que dispõe e as características de seus participantes. Chandler (1962), ao pesquisar quatro grandes empresas americanas (DuPont, GM, Standart Oil e Sears) constatou que as estruturas dessas empresas eram continuamente ajustadas às suas estratégias e pode demonstrar a intima relação entre a estratégia e a estrutura organizacional.
Outra condição muito importante: é o ambiente em que a organização actua e que é caracterizado por três tipos:
  • O ambiente estável, com pequena variação, que quando ocorre é previsível e controlável;
  • O ambiente em transformação, em que as tendências de mudanças são visíveis e constantes;
  • O ambiente turbulento, em que as mudanças são velozes, oportunistas e, não raro, surpreendentes.
Burns e Stalker (1961) fizeram a distinção entre dois sistemas organizacionais: o mecanicista e o orgânico. no mecanicista, as atividades da organização são divididas em tarefas separadas, especializadas. No sistema mecanicista a centralização é muito evidente, porque é preciso assegurar uma hierarquia formal de autoridades. Os procedimentos exigem que a organização se torne uma máquina eficiente, com muitas regras, regulamentos e controle. Nas estruturas mecanicistas, a variabilidade humana, suas personalidades, seus julgamentos e suas dúvidas são vistos como produtores de ineficiências e inconcistências.
O orgânico, os indivíduos trabalham em grupos, recebem menos ordens dos chefes. Os membros se comunicam através de todos os níveis da organização. Na estrutura orgânica a variabilidade humana e toda a sua complexidade são aproveitadas para estimular as decisões. Por causa disso, a supervisão direta é menor, o aprendizado é contínuo e a quantidade de regras formais é menor. Burns e Stalker (1961), 

Segmentos

Estrutura Formal

É uma estrutura que é planejada, é "oficial", o fluxo de autoridade é descendente, ela é mais estável, é sujeita ao controle da direção e pode crescer a um tamanho imenso, dependendo da organização.

Estrutura Informal

São identificadas com a interação social estabelecidas entre as pessoas, desse modo, progride espontaneamente no momento que as pessoas se reúnem. Traduz as relações que habitualmente não surgem no organograma. São comportamentos pessoais e sociais que não são documentados e reconhecidos oficialmente entre os membros organizacionais, aparecendo inevitavelmente em decorrência das necessidades pessoais e grupais dos empregados.

Características do Grupo Informal

  • Presente nos indivíduos.
  • Sempre existirão.
  • A autoridade flui na maioria das vezes na horizontal.
  • É instável.
  • Não está sujeita a controle.Está sujeita aos sentimentos.
  • Líder informal.
  • Desenvolve sistemas e canais de comunicação.

Vantagens da estrutura informal

  • Proporciona maior rapidez no processo.
  • Complementa e estrutura formal.
  • Reduz a carga de comunicação dos chefes.
  • Motiva e integra as pessoas na empresa.
- Perspectivas própria para um melhor desempenho.

Desvantagens

  • Desconhecimento das chefias.
  • Dificuldade de controle.
  • Possibilidade de atritos entre pessoas

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Adeus

ANJOS REBELDES

HIPOCRISIA É FODA!